Valores de Limiar para a Percepção de Alterações de Cor em Dentes Humanos


O objetivo do presente estudo foi avaliar os valores limiares para as alterações de cor no nível do dente separadamente para leigos, dentistas e protéticos. Foram feitas apresentações padronizadas de cinco casos (maxila, de inciso lateral esquerdo à incisivo lateral direito) com gengiva e dentes separados. Os parâmetros de cor L (luminosidade), a e b (croma) (parâmetros CIE L*a*b*) das camadas dos dentes foram ajustados para induzir cores mais escuras e mais claras. Nas apresentações, a parte esquerda das imagens (incisivos central e lateral direitos superiores) permaneceu inalterada, enquanto a parte direita foi modificada. Um grupo de 10 dentistas, 10 protéticos e 10 leigos avaliaram as diferenças de cor entre as imagens. Os valores médios de limiar foram 1,8 (leigos), 1,8 (protéticos) e 1,9 (dentistas). O ΔE total chegou a 1,8.