Tratamento de Defeitos Mucogengivais Severos com uma Combinação de Enxertos Gengivais em Tiras e uma Matriz Xenógena de Colágeno: Um Estudo Prospectivo de Série de Casos


Amplas áreas de alterações mucogengivais podem resultar de procedimentos regenerativos extensos. Este estudo prospectivo de série de casos foi realizado para apresentar e avaliar uma abordagem cirúrgica que combina a técnica de enxerto gengival em tira com o uso de matriz xenógena de colágeno. A medida de desfecho primário foi o aumento de tecido queratinizado em largura do início do estudo até 12 meses após o procedimento. Vinte pacientes foram selecionados e todos eles completaram os 12 meses de avaliação, com uma largura média de 6,33 mm (DP: 2,16), enquanto houve 43% de contração da área enxertada aos 6 meses. As dimensões teciduais continuaram estáveis entre 6 e 12 meses. O uso do enxerto combinado foi bem aceito pelos pacientes, com mínima morbidade de acordo com a pouca dor relatada pelos pacientes e a pequena utilização de analgésicos.