Carga Imediata de Implantes Unitários: Estudo Prospectivo Multicêntrico de 2 Anos


O objetivo deste estudo prospectivo multicêntrico foi avaliar os resultados de implantes unitários sujeitos a cargas funcionais imediatas. Os critérios de inclusão foram a colocação de um único dente em alvéolos pós-extração ou sítios completamente cicatrizados e altura e largura suficientes de osso para colocar um implante de pelo menos 3,5 × 10,0 mm. Todos os implantes foram carregados funcionalmente imediatamente após a colocação e acompanhados durante 2 anos. As medidas de desfecho foram a sobrevivência do implante, as complicações e a perda óssea marginal peri-implantar (POM). Um total de 57 implantes (38 na maxila, 19 na mandíbula) foi colocado em 46 pacientes (23 homens, 23 mulheres, com idade entre 18-73 anos). Destes, foram implantados 10 implantes em alvéolos pós-extração. Um implante falhou, em um sítio cicatrizado, dando uma taxa de sobrevivência global de 2 anos baseada em paciente de 97,6%. A incidência de complicações biológicas foi de 1,8%; as complicações protéticas totalizaram 7,5%. A POM peri-implantar foi de 0,37 ± 0,22 mm (sítios cicatrizados: 0,4 mm ± 0,22; alvéolos pós-extração: 0,3 mm ± 0,22). A carga funcional imediata de implantes unitários parece representar um procedimento seguro e bem-sucedido. São necessários estudos de acompanhamento a longo prazo em uma amostra maior de pacientes para confirmar esses resultados.