Avaliação Volumétrica da Eficácia Regenerativa de Aloenxerto Ósseo Liofilizado Desmineralizado Com ou Sem Membrana Amniótica em Defeitos de Furca Grau II: Um Estudo de Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico


As alterações volumétricas foram avaliadas para verificar a eficácia regenerativa do aloenxerto ósseo liofilizado desmineralizado (AOLD) com e sem membrana amniótica (MA) em defeitos de furca grau II, tanto clínica como radiograficamente, utilizando tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC). As áreas foram atribuídas aleatoriamente ao Grupo I (AOLD) e ao Grupo II (AOLD + MA). Os parâmetros clínicos, como a profundidade clínica de sondagem, o nível de inserção clínica, a recessão gengival e a profundidade de sondagem horizontal foram avaliados inicialmente, em 3 meses e 6 meses. As dimensões radiográficas de altura, largura, profundidade e volume do defeito foram avaliadas inicialmente e com 6 meses de pós-operatório. O AOLD usado com MA resultou em melhora significativa nos parâmetros clínicos e radiográficos quando comparado com o AOLD. As reduções médias no volume radiográfico do defeito foram 11,15 ± 6,39 mL para o Grupo I e 17,02 ± 10,86 mL para o Grupo II. Uma maior redução no volume indicou uma maior quantidade de tecido regenerado cicatrizado nos pacientes do Grupo II.