Avaliação da Estabilidade Óssea e dos Resultados Estéticos Após Colocação Imediata de Implante Utilizando um Novo Substituto Óssea Sintético na Área Anterior: Resultados Após 12 Meses


O objetivo deste estudo foi avaliar as alterações ósseas e dos tecidos moles após
a extração dentária e inserção imediata do implante na região anterior da maxila.
Um novo enxerto ósseo sintético (VivOss, Straumann) foi usado para preencher o
espaço entre a superfície do implante e o osso alveolar. Foram utilizados implantes
com diâmetro reduzido em relação ao tamanho do alvéolo. Uma restauração
provisória fixa ou removível foi confeccionada imediatamente após a colocação do
implante. Foi realizada uma tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC)
para avaliar as alterações ósseas, mostrando pequenas variações após 12 meses de
acompanhamento. Para avaliar as alterações dos tecidos moles, foram realizadas
medidas verticais clínicas. Com base nos resultados obtidos em 15 implantes
colocados em 14 pacientes, pode-se concluir que o uso de implante imediato em
combinação com enxerto ósseo sintético e provisionalização imediata parece ser
uma opção de tratamento previsível com resultados estéticos satisfatórios após 1
ano.