Um Novo Método Usando Terceiros Molares Impactados Autógenos para Aumento de Volume do Seio Maxilar a Fim de Melhorar o Tratamento com Implantes: Uma Série de Casos com Resultados Preliminares de um Estudo Aberto Longitudinal Prospectivo


Objetivo: Este estudo longitudinal prospectivo relata os resultados de procedimentos de aumento de volume com dente autólogo como material para elevação de seio maxilar, em pacientes. Materiais e Métodos: Seis pacientes com quantidade óssea inadequada de osso doador para aumento de volume ósseo em região maxilar posterior e com, pelo menos, um terceiro molar maxilar impactado, foram submetidos a elevação de seio maxilar com acesso lateral, usando o dente triturado como material de preenchimento. Um dos pacientes recebeu quatro implantes no mesmo momento cirúrgico, enquanto os outros pacientes tiveram um total de 15 implantes instalados, após o período de cicatrização, que foi em média 5.5 meses. Foram coletadas peças cilíndricas da loja cirúrgica para análise histológica/imunohistoquímica. Resultados: Todos os seis pacientes apresentaram cicatrização pós-operatória normal e discreta, tendo sido submetidos a uma restauração protética até 5 anos antes. A profundidade de sondagem peri-implantar média, após um período de até 5 anos, variou entre 1,86 mm (mesial e lingual) e 2,07 mm (distal e vestibular). Nenhum sangramento peri-implantar foi desencadeado com o uso das sondas. A reabsorção óssea peri-implantar média medida durante o primeiro ano foi de até 0,63 mm, com a menor sendo 0 mm e a máxima 2,9 mm. O osso peri-implantar permaneceu estável durante o tempo de acompanhamento de até 5 anos. Histologicamente, seis amostras de biópsia coletadas de cinco pacientes apresentaram osteogênese osteocondutora com encapsulamento do esmalte dos dentes e porções de dentina e reabsorção parcial dos componentes do dente. Partículas de cemento já não eram discerníveis. Avaliação imuno-histoquímica mostrou intensa formação de novos vasos que pode ser observada na zona de estroma de tecido solto reorganizada na área aumentada. Conclusão: Dentro dos limites desses resultados preliminares e com a devida consideração do pequeno número de pacientes incluídos, o uso de material autógeno triturado de terceiros molares impactados pode representar um material alternativo de aumento para uso em procedimentos de levantamento do seio maxilar.