Um Novo Implante Dentário Experimental Permite a Gradação Quantitativa dos Efeitos da Propriedade Superficial Sobre a Osseointegração

Objetivos: Testar a hipótese se um novo implante dentário experimental de loja única permite a gradação quantitativa da osseointegração in vivo ao longo do tempo e em função de diferentes propriedades de superfície (física, química, geométrica, biológica [osteocondutora ou osteoindutiva]) em um ambiente biologicamente desfavorável (osteoporose local). Materiais e Métodos: Três protótipos de um novo implante experimental com diferentes tamanhos de loja (pequeno, médio e grande) foram comparados entre si para descobrir o tamanho mínimo de lojas ósseas necessárias para permitir uma quantificação discriminativa da osseointegração ao longo do tempo. Para a comparação de propriedades de osteocondutividade de superfície baixa e alta, foram comparadas superfícies de loja de jateamento e condicionamento ácido convencionais (baixa osteocondutividade de superfície) com biomimeticamente (fosfato de cálcio) revestidas (alta osteocondutividade de superfície). Os implantes (4 implantes por animal; 88 implantes por ponto de tempo) foram inseridos nas maxilas edêntulas de um total de 66 cabras adultas com aparelho mastigatório fisiologicamente osteoporótico. Duas, quatro e oito semanas depois, foram excisadas e preparadas para uma análise histomorfométrica do volume de osso neoformado dentro do espaço da loja e da área de contato osso-implante (COI). Resultados: Os implantes com pequenas lojas não mostraram diferenças significativas na cobertura óssea (COI) nem no volume ósseo (volume relativo e absoluto), nem em função do tempo nem da propriedade da superfície do implante (baixa ou alta osteocondutividade superficial). No entanto, lojas médias e grandes revelaram diferenças significativas em relação a ambos os parâmetros ao longo do período de 8 semanas de pós-operatório. Conclusão: O novo modelo de implante permite uma quantificação discriminativa da osseointegração in vivo em um ambiente ósseo osteoporótico para implantes com lojas de médio e grande porte. A avaliação quantitativa da osseointegração é possível, tanto ao longo do tempo como em função das propriedades de superfície de osteocondutividade baixa e alta.