REVISÃO TEMÁTICA DE RESUMOS: Falha do implante


Os implantes dentais osseointegrados são usados para reter uma variedade de próteses em pacientes parcial ou totalmente edêntulos. Desde sua primeira introdução, os implantes dentais têm tido um impacto positivo significativo no escopo, na entrega, na previsibilidade e no resultado das reabilitações protéticas. Embora a terapia de implante tenha sofrido uma evolução significativa na técnica, no equipamento e no escopo, um elemento fundamental permanece inalterado – todo o processo depende da capacidade do implante dentário endósseo de se fundir ao osso adjacente (isto é, osseointegração). Embora altas taxas de sobrevivência de implantes tenham sido consistentemente relatadas na literatura em uma diversidade de situações clínicas e populações de pacientes, nem todos os procedimentos de fixação de implantes cirúrgicos resultam em uma resposta de cicatrização óssea imediata ou dependente do tempo favorável. A falha do implante pode ter um impacto negativo significativo no estado da terapia protética atual ou planejada, podendo resultar na necessidade de tratamento adicional.