Resultados a Longo Prazo de Implantes Curtos com Carga Imediata: Um Estudo de Coorte Retrospectivo Controlado


Objetivo: Implantes curtos (≤ 8,5 mm de comprimento) têm apresentado resultados previsíveis. No entanto, é escassa a avaliação, a longo prazo, de implantes curtos com carga imediata. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da carga imediata nos resultados do tratamento com implantes curtos. Materiais e Métodos: Foram selecionados pacientes com implantes curtos de carga imediata inseridos antes de dezembro de 2010. Uma base de dados foi então criada para incluir as informações dos pacientes e os resultados relacionados aos implantes e às próteses. Implantes longos inseridos no mesmo procedimento cirúrgico e imediatamente carregados com a mesma prótese formaram o grupo controle. Foram avaliadas a perda óssea proximal e as taxas de sobrevivência dos implantes e próteses. Resultados: Quarenta e nove implantes curtos e 38 implantes longos foram instalados em 30 pacientes. O período médio de acompanhamento foi de 5,2 ± 0,8 anos após a carga e três implantes (dois curtos e um longo) falharam. As diferenças na perda óssea marginal e na taxa de sobrevivência entre implantes curtos e longos não foi estatisticamente significativa. Três complicações protéticas ocorreram. Houve falha de duas próteses e a taxa de sobrevivência foi de 95,8%. Conclusão: A carga imediata de implantes curtos não é um fator de risco para o sucesso do tratamento. Isto pode estar relacionado à boa qualidade óssea e à obtenção de uma estabilidade primária adequada.