Requisitos Cirúrgico-Protéticos para Obtenção de Estética Peri-Implantar – Apresentação de Caso


Objetivo: A obtenção de estética com relação aos tecidos peri-implantares, em casos de implantação imediata pós-exodontia, exige conhecimento e habilidades cirúrgicas e protéticas. A finalidade deste artigo é demonstrar os requisitos responsáveis pela obtenção de resultados estéticos em edentulismo unitário. Considerações Clínicas: Os desafios da intervenção em casos de implantação imediata pós-exodontia são as potenciais interações entre os defeitos preexistentes, as alterações dimensionais do alvéolo e a resposta biológica dos tecidos duros e moles que podem predispor a um fracasso estético. Desta forma, o correto diagnóstico, a técnica de exodontia, a seleção e o posicionamento do implante impactam significativamente nos resultados. O entendimento da fisiologia dos tecidos duros e moles após a perda de um dente e a instalação de um implante pode requerer a realização de procedimentos compensatórios de reconstrução. O contorno protético inadequado pode levar à recessão e assimetria da mucosa. Desta forma, a prótese provisória e a prótese final determinam o nível de sucesso peri-implantar por meio de um apropriado perfil de emergência. Conclusões: O diagnóstico e a identificação das limitações dos casos permitem obter resultados estéticos de forma previsível. Quando são feitas exodontias minimamente traumáticas, instala-se o implante guiado pela futura prótese, compensam-se as alterações dimensionais e desenvolve-se um bom perfil de emergência na fase de provisionalização, os resultados clínicos serão consistentemente aceitáveis. Relevância Clínica: A aplicação dos requisitos cirúrgico-protéticos discutidos pode não apenas permitir obter estética peri-implantar, mas também contribuir para a manutenção da estabilidade tecidual especialmente em casos de alta exigência estética.
Int J Oral Maxillofac Implants – edição em português 2016;1:42-55.