Recobrimentos Cerâmicos Estéticos para Pilares de Zircônia


A fratura da cerâmica feldspática de recobrimento aplicada sobre infraestrutura de zircônia, quando já em função na cavidade oral, é considerada a complicação técnica mais frequentemente observada em coroas totais unitárias implantossuportadas. Diversas são as publicações científicas que discutem a adesão, ou até mesmo porque não dizer, a falta de adesão da cerâmica feldspática de recobrimento sobre a zircônia. No entanto, as razões para essa vulnerabilidade não são totalmente conhecidas. O objetivo deste artigo é apresentar uma nova alternativa de substituição da cerâmica feldspática por um material de recobrimento mais resistente e também com bom resultado estético, o dissilicato de lítio. Três diferentes formas de união de dissilicato de lítio à zircônia são apresentadas e discutidas: coroas totais de dissilicato de lítio cimentadas sobre pilares de zircônia (CTC), coroas totais de dissilicato de lítio fundidas a pilares de zircônia – Técnica CAD-on (CTF) e coroas totais prensadas em dissilicato de lítio sobre pilares de zircônia (CTP)