Precisão da Conexão entre Implante e Pilares Padrão ou de CAD/CAM: Um Novo Método de Avaliação

Objetivo: O objetivo deste estudo in vitro foi verificar se pilares de estoque e de CAD/CAM (desenho e fabricação auxiliados por computador) mostram precisão similar na conexão com os respectivos implantes. Materiais e Métodos: Foram comparados 10 pilares de titânio CAD/CAM com 10 pilares de titânio. Cada pilar se encaixa em um implante de plataforma regular (Instituto Straumann). Os implantes e pilares foram medidos independentemente e depois conectados. Durante o procedimento de conexão, o torque foi medido usando uma célula de carga de seis eixos. Então, as características geométricas externas da conexão implante-pilar foram medidas novamente. Finalmente, a montagem foi seccionada para fornecer a análise das superfícies internas em contato. As medidas geométricas foram realizadas usando uma máquina de medição de coordenadas opto-mecânicas multissensorial. Os seguintes parâmetros foram medidos e comparados para os grupos de pilares de titânio CAD/CAM e de estoque, respectivamente: largura de interferência e comprimento de interferência entre as superfícies cônicas do implante e o pilar; e volume de material envolvido na conexão implante-pilar. Resultados: Valores médios da largura de interferência ± DP de 18 ± 0,5 e 14 ± 0,5 μm foram calculados para os grupos de estoque e de titânio CA/CAM, respectivamente. A diferença foi estatisticamente significativa (P = 0,02). Além disso, valores de comprimento de interferência médios ± DP de 763 ± 10 e 816 ± 43 μm foram calculados para grupos de estoque e de titânio CAD/CAM, respectivamente. A diferença também foi estatisticamente significativa (P = 0,04). Finalmente, o volume de material envolvido na conexão do implante-pilar foi comparado entre o estoque e os grupos de suporte de titânio CAD/CAM; os valores médios ± DP de 0,134 ± 0,014 e 0,108 ± 0,023 mm3 foram significativamente diferentes (P = 0,009). Conclusão: Os grupos de pilares padrão e CAD/CAM mostraram uma ativação de selamento tridimensional (3D) após o aperto do parafuso. No entanto, os pilares de titânio de estoque mostraram um volume significativamente maior de material envolvido na conexão do implante-pilar em comparação com o dos pilares de titânio CAD/CAM.