Infraestruturas de Zircônia Revestidas com Cerâmica em Próteses Totais sobre Implantes: Um Estudo Retrospectivo de 6 Meses a 5 Anos


Objetivo: Este estudo de coorte retrospectivo foi delineado para avaliar o desempenho clínico das infraestruturas de zircônia revestidas com cerâmica. Materiais e Métodos: Os pacientes foram recrutados de acordo com critérios de inclusão definidos. Todos os pacientes foram acompanhados a cada 4 meses após a reabilitação definitiva. Ao final de 2013, todos os pacientes foram remarcados e reavaliados para fins de estudo. A avaliação do procedimento reabilitador foi realizada seguindo métodos preestabelecidos. Os desfechos primários incluíram as taxas de sucesso e de sobrevivência das próteses. A análise descritiva foi realizada com os dados demográficos do paciente, a distribuição do implante e a ocorrência de complicações. Para avaliar a taxa de sucesso e sobrevivência das próteses, a análise de regressão de Cox foi utilizada com um modelo construído no modo stepwise condicional de progressão. As variáveis preditivas foram incluídas no modelo e curvas de sobrevivência ajustadas foram obtidas para cada desfecho. Resultados: De 2008 a 2013, 75 pacientes foram reabilitados com 92 próteses totais implantossuportadas aparafusadas, confeccionadas em infraestrutura de zircônia revestida com cerâmica. O período de proservação variou entre 6 meses e 5 anos. Das 92 próteses, a análise de regressão de Cox indicou que, em um período de 5 anos, a probabilidade de ocorrer fratura da infraestrutura, lascamento maior ou menor da cerâmica de cobertura, ou a combinação de qualquer uma destas foi de 17,6%, 46,5%, 69,2% e 90,5%, respectivamente. Conclusão: Os resultados sugerem que a zircônia é um material adequado para infraestruturas de próteses totais implantossuportadas. No entanto, há uma elevada incidência de complicações técnicas, principalmente devido ao lascamento da cerâmica. Estudos clínicos futuros deverão verificar os efeitos das características clínicas e dos procedimentos de confecção na taxa de sobrevivência destas próteses.