Influência do Reforço nas Tensões no Interior de Sobredentaduras Superiores Sobre Implante

O objetivo deste estudo foi examinar a influência do reforço de uma fundição embutida nas tensões de sobredentaduras superiores sobre implante. Materiais e Métodos: Foram confeccionados um modelo superior edêntulo, com implantes posicionados bilateralmente na posição dos caninos, copings em formato de domo e sobredentaduras experimentais. Medidores de deformação do tipo roseta foram acoplados nas posições dos caninos e em três pontos ao logo da linha média da superfície polida da prótese, e conectados à interface do sensor, controlada por um computador pessoal. Foram testadas próteses experimentais com cinco reforços diferentes: sem reforço; reforço fundido de cromo-cobalto no rebordo residual e na parte superior dos copings; com o mesmo reforço sobre o rebordo residual e nas laterais das coberturas; e com o mesmo reforço de primeiro molar a primeiro molar, sobre o rebordo residual e nas laterais dos copings. Foi aplicada uma carga oclusal vertical de 49 N no primeiro pré-molar e, em seguida, no primeiro molar, e então as deformações foram
medidas e comparadas por análise de variância. Resultados: Em ambas condições de carga, uma deformação significativamente menor foi registrada nas próteses com reforço do que naquelas sem reforço. Quando a carga foi aplicada no primeiro pré-molar em próteses com e sem reforço palatal no primeiro pré-molar, as deformações na prótese com reforço na parte superior das coberturas foram significativamente menores do que na prótese com reforço sobre as laterais dos copings na posição dos caninos. Conclusões: Um reforço
fundido sobre o rebordo residual e na parte superior dos copings embutidos em uma base acrílica reduziu as tensões causadas pelas forças oclusais em sobredentaduras superiores sobre implante. Int J Oral Maxillofac Implants – edição em português 2016;1:377-382. Referência original: Int J Oral Maxillofac Implants 2015;30:1327-1332. Doi: 10.11607/jomi.3997.