Comparação dos Desempenhos Clínicos e Radiográficos de Implantes com Plataforma Modificada com Colar Rugoso e Implantes com Plataforma Convencional com Colar Liso: Ensaio Clínico Randomizado de 1 Ano


Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar e comparar os desempenhos clínicos e radiográficos de implantes unitários com plataforma modificada com colar rugoso (PMCR) e plataforma convencional com colar liso (PCCL). Materiais e Métodos: Vinte e seis pacientes com um dente faltante no arco superior anterior (entre os pré-molares) foram aleatoriamente alocados no grupo PMCR ou PCCL. Todos os implantes foram instalados com uma abordagem sem retalho e restaurados com um protocolo de carga imediata. As mensurações clínicas foram realizadas durante a cirurgia, no momento da carga e 3, 6 e 12 meses após a carga. Além disso, foram realizadas avaliações radiográficas utilizando radiografias periapicais padronizadas e tomografia computadorizada de feixe cônico. Foi realizada pesquisa de satisfação dos pacientes e análise microbiológica com sondas de DNA. Resultados: A taxa de sobrevida do implante foi de 100% para ambos os grupos. A média do nível ósseo marginal (NOM) foi significativamente maior no grupo PMCR comparado ao grupo PCCL em todos os pontos de tempo. Da visita da segunda semana pós-operatória até 1 ano após a carga, a média da variação do nível ósseo marginal no grupo PMCR foi 0,21 ± 0,56 mm e no grupo PCCL foi 0,74 ± 0,47 mm. Os perfis dos tecidos moles se mostraram estáveis ao longo do tempo, sem diferenças significativas entre os grupos. Não houve diferenças significativas entre os grupos no número de espécies de microrganismos observados. Pacientes em ambos os grupos ficaram bastante satisfeitos com as experiências pós-operatória e pós-protética. Conclusão: Neste estudo, o método PMCR preservou osso marginal em média 0,53 mm mais do que o protocolo padrão PCCL. Dentre as limitações deste estudo, pode ser concluído que o protocolo PMCR pode ser benéfico na preservação óssea marginal. Estudos longitudinais são necessários para verificar os efeitos a longo prazo desta abordagem.