Carga Imediata de Implantes com Conexão Cônica: Estudo Clínico Retrospectivo e Radiológico de até 2 Anos

Objetivo: Relatar os resultados de até 2 anos do novo implante cônico com roscas variáveis, com junção interna e plataforma modificada, carregado imediatamente. Materiais e Métodos: Sessenta e quatro
pacientes total ou parcialmente edêntulos foram encaminhados para dois centros privados para tratamentos com implante entre dezembro de 2010 e junho de 2012. Os parâmetros clínicos e radiográficos foram avaliados retrospectivamente; os desfechos foram falha protética e do implante, remodelação óssea marginal e complicações. Resultados: Cento e quarenta e oito implantes com junção cônica NobelReplace foram instalados em alvéolos pós-exodônticos (n = 67) e áreas cicatrizadas (n = 81). Um implante pós-exodôntico superior falhou antes da entrega da prótese definitiva, levando a uma taxa cumulativa de sucesso de 99,3%. Nenhuma prótese definitiva falhou. Uma perda óssea marginal (POM) média de 0,42 ± 1,16 mm e 0,71 ± 1,53 mm foi observada entre a instalação do implante e períodos de acompanhamento de 1 ano (n = 147) e 2 anos (n = 74), respectivamente. Nas regiões pós-exodônticas, a POM média foi de 0,28 ± 0,39 mm e 0,69 ± 0,75 mm nos períodos de acompanhamento de 1 ano (n = 66) e 2 anos (n = 50); nas áreas cicatrizadas, a POM média foi de 0,51 ± 0,88 mm (n = 81) e 0,62 ± 0,80 mm (n = 24), respectivamente. Na consulta de acompanhamento de 2 anos (n = 74), o sangramento à sondagem foi 8,3%, e o escore de placa foi 15,7%. Nenhuma complicação técnica foi observada. Uma complicação biológica (0,8%) foi relatada. Conclusão: Dentro das limitações deste estudo e do tempo de acompanhamento relativamente curto, os implantes com junção cônica NobelReplace
carregados imediatamente demonstraram bons resultados no tratamento com relação à taxa de sobrevida protética e do implante, POM e condições do tecido mole, para ambas regiões pós exodônticas e cicatrizadas.