Caracterização de Partículas de Cimento Encontradas em Espécimes de Biópsia Humana Afetados por Peri-Implantite


Objetivo: A peri-implantite é uma doença caracterizada pela inflamação do tecido mole e perda contínua do osso de suporte, o que pode resultar em falha do implante. A peri-implantite é uma doença multifatorial e um dos fatores desencadeantes pode ser a presença de cimento em excesso nos tecidos moles ao redor do implante. Este estudo descritivo avaliou a composição de partículas estranhas de 36 espécimes de biópsia humana com 19 espécimes selecionados para análise. Os espécimes de biópsia foram obtidos de tecidos moles afetados por peri-implantite ao redor de coroas sobre implantes cimentadas e comparados com a composição elementar de cimento resinoso comercial. Materiais e Métodos: Dezenove espécimes de biópsia foram escolhidos para a comparação e cinco cimentos de teste (TempBond, Telio, Premier Implant Cement, Intermediate Restorative Material e RelyX) foram analisados usando microscopia eletrônica de varredura equipada com espectroscopia de energia dispersiva de raios X. Isso permitiu a identificação da composição química de partículas estranhas incorporadas aos tecidos dos espécimes e da composição dos cinco cimentos. Análise estatística foi conduzida usando árvores de classificação para emparelhar as partículas presentes em cada espécime com os cimentos conhecidos. Resultados: As partículas em cada espécime de biópsia puderam ser associadas com um dos cimentos comerciais com um nível de probabilidade variando entre 0,79 e 1. As partículas do TempBond foram encontradas em um espécime de biópsia, partículas do Telio em sete espécimes, partículas do Premier Implant Cement em quatro, partículas do Relyx em quatro e partículas do Intermediate Restorative Material em três espécimes. Conclusão: Partículas encontradas em espécimes de biópsia de tecido mole humano ao redor de implantes afetados por doença periimplantar estavam associadas com cinco cimentos dentais disponíveis comercialmente.