Avaliação pré-operatória do canal mandibular em cirurgia de implante: comparação entre radiografia panorâmica rotacional (RPR), tomografia computadorizada (TC) e tomografia computadorizada cone beam (TCCB) para avaliação pré-operatória

Objetivo: Nesse estudo anatômico comparamos a precisão diagnóstica da radiografia panorâmica rotacional (RPR), tomografia computadorizada (TC) e tomografia computadorizada cone beam (TCCB) para a situação anatômica real.

Materiais e métodos: Imagens dentais foram tomadas de 10 cabeças de cadáveres humanos. Depois disso, elas foram preparadas e medidas. A altura do rebordo alveolar até o canal mandibular foi comparada com as imagens tomadas anteriormente. O desvio da situação anatômica foi calculado para cada técnica de imagem.

Resultados: No grupo de imagens RPR houve uma média de 2.3 mm de distorção variando de -0.2 a 5.7 mm no plano vertical comparado com a situação real encontrada durante a dissecção. Quando esferas de aço foram usadas no grupo RPR, a distorção média baixou para 0.2 mm, mas a largura de -1.6 a 3 mm foi ainda bastante extensa. Imagens do grupo TC mostraram uma distorção média de 0.2 mm e largura de -1.5 a 1.3 mm. A distorção média das imagens do grupo TCCB foi similar às encontradas no CT, de -0.3 mm com variação de 1.5 a 0.8 mm.

Conclusão: Os resultados mostram que a RPR usando esferas de aço como referência de calibragem parece ser confiável em uma situação padrão. Em casos mais complexos, técnicas modernas tridimensionais devem ser usadas para determinar adicionalmente o volume de osso disponível.

Afirmação de conflito de interesses: Os autores não têm conflitos de interesse a declarar. Os cadáveres humanos foram fornecidos pelo Departamento de Anatomia da Universidade de Graz, Áustria. As imagens de TC foram fornecidas pelo CT/MRI-Centre Graz Geidorf.