Técnica de reconstrução de incremento duplo: avaliação por laser da propagação da luz em substratos dentários e resinas compostas odontológicas


Objetivo: Avaliar e comparar a propagação de luz em tecidos dentais e restaurações de resina usando uma técnica de incremento duplo.

Material e métodos: Fatias de dentes naturais e restaurações dentais com resinas compostas nanoparticuladas, supra-nanoparticuladas e microhíbridas de cor A2D e B1E foram randomizadas e igualmente distribuídas em quatro grupos experimentais (n = 10). Utilizando um espectrofotômetro, as amostras foram irradiadas por três comprimentos de onda de laser: vermelho, verde e azul. Um voltímetro registrou o sinal de saída de luz e as seguintes constantes ópticas foram calculadas: absorção (A), transmitância (T) e atenuação (At). Os dados foram analisados por meio de análise de variância de um fator (ANOVA), seguida pelo teste post hoc de Tukey (α= 0,05).

Resultados: Os resultados de absorção variaram de acordo com a cor do laser e as diferentes resinas compostas testadas. Independente do comprimento de onda do laser, as resinas supra-nanoparticuladas apresentaram maior transmitância de luz e menor atenuação de luz em comparação com os tecidos dentários, o que foi o oposto das resinas nanoparticuladas. A resina composta microhíbrida não apresentou diferença na transmitância de luz ou atenuação de luz em comparação com os tecidos dentais.

Conclusão: Dentro das limitações deste estudo observacional in vitro, o grupo resina composta microhíbrida apresentou o padrão de propagação de luz mais similar em relação aos dentes naturais ao usar a técnica de restauração com incremento duplo.