Micromorfologia do padrão de condicionamento em cerâmica para duas porcelanas de CAD/CAM e uma feldspática convencional e necessidade de limpeza pós-condicionamento


O objetivo deste estudo in vitro foi observar o efeito do ácido fluorídrico (AF) na superfície de duas cerâmicas vítreas para Cerec e compará-lo com o efeito sobre uma cerâmica vítrea convencional. Os discos foram cortados de um bloco cerâmico feldspático (VitaMKII) e de uma cerâmica vítrea reforçada com leucita (IPS EMPRESS CAD) para Cerec. Foram utilizadas concentrações de 5% e 9% de AF durante 1 min e 2 min cada. Depois disso, as amostras foram completamente lavadas com água por 30 s. Metade das amostras de 9% AF 1 min foi submetida a uma limpeza complexa pós-condicionamento. Todas as amostras foram observadas em microscópio eletrônico de varredura (MEV). As amostras convencionais de cerâmica feldspática foram construídas em uma matriz refratária e uma lâmina de platina. Estas foram tratadas com 9% de AF por 2 min e lavadas com água por 30 s. Metade das amostras foi submetida ao mesmo protocolo de limpeza pós-condicionamento. Todas as amostras foram examinadas em MEV e EDX. As amostras cerâmicas Cerec e as lâminas de platina estavam limpas e livres de qualquer precipitado após 30 s de enxágue com água. A concentração de ácido, os tempos de aplicação e o tratamento de limpeza pós-condicionamento não influenciaram a limpeza das amostras. Uma espessa camada de depósito foi observada apenas nas amostras de matrizes refratárias. Isso só foi diminuído após o tratamento pós-condicionamento. A análise de EDX detectou a presença de fluoreto (F) apenas nas amostras de matriz refratária.