Avaliação da simetria gengival com instrumentos de medição digital e sua reprodutibilidade


Objetivo: O objetivo deste estudo foi investigar
a precisão das ferramentas de
medição digital para medir a posição dos
zênites gengivais e avaliar sua reprodutibilidade
entre diferentes examinadores.
Materiais e Métodos: Um total de 108
indivíduos foram fotografados na Faculdade
de Odontologia da Universidade
Estadual de Louisiana. As
configurações, o posicionamento da
câmera digital e os planos de Frankfurt
dos participantes foram padronizados.
Uma fotografia foi tirada dos
seis dentes anteriores superiores de
cada indivíduo e suas correspondentes
margens gengivais livres. As medidas
do paquímetro digital foram realizadas
intraoralmente a partir do zênite
até a borda incisal do incisivo central
superior direito. Uma linha de referência
foi traçada através da tela em cada
imagem no nível do zênite do dente
11. Três examinadores calibrados então
mediram a distância da linha de
referência até os zênites dos outros
cinco dentes anteriores superiores.
Resultados/conclusões: Não houve diferença
estatística significativa entre
os examinadores em relação a nenhuma
das medidas. Os incisivos centrais
encontravam-se no mesmo nível em
84,24% dos sujeitos, e os incisivos laterais
encontravam-se a 0,5 mm dos incisivos
centrais em apenas 58% dos sujeitos.
Os zênites caninos estavam a 0,5
mm um do outro em 43% dos indivíduos.
Apenas 28% dos indivíduos apresentaram
zênites do dente 13 ao dente 23 a
0,5 mm um do outro. Incisivos laterais
estavam na ou abaixo da linha traçada
dos incisivos centrais até os caninos em
90,8% dos indivíduos. Fotografia digital
padronizada feita com o auxílio de
um estadiômetro e utilizada para avaliar
parâmetros estéticos permitiu medidas
reproduzíveis.