Restaurações adesivas, relação cêntrica e o princípio de Dahl: abordagens minimamente invasivas para erosões dentais localizadas


O propósito deste artigo é revisar os princípios biomecânicos e oclusais que podem ajudar a otimizar o tratamento conservador da dentição anterior severamente erodida e desgastada usando restaurações adesivas. Parece que a adesão ao esmalte e à dentina, através do uso combinado de resinas compostas (na superfície palatina) e de laminados cerâmicos (nas superfícies vestibular/incisal), pode levar a um excelente resultado tanto nos aspectos estéticos quanto funcionais/biomecânicos. Casos de mordida profunda combinada com erosão e desgaste palatino podem ser particularmente desafiadores. É proposta uma abordagem simplificada utilizando terapia oclusal que combina a relação cêntrica e o princípio de Dahl com o intuito de criar um espaço interoclusal anterior a fim de minimizar a necessidade de maior desgaste palatino invasivo. Esta abordagem permite a execução e um tratamento ultraconservador da erosão e do desgaste dental dos dentes anteriores. (Int J Esthet Dent – edição em português 2016;1:68-81).
(Referência original: Int J Esthet Dent 2007;2:260-273).