A “técnica de matriz” na dentição desgastada: uma abordagem nova e conservadora


O desenvolvimento e confiabilidade dos sistemas resinosos adesivos têm oferecido aos clínicos mais uma opção para o manejo de perda de superfície dentária. Pacientes com desgaste mínimo, moderado e grave de tecido duro podem ser tratados com base na aplicação de restaurações adesivas de resina composta minimamente invasivas em dentes posteriores e anteriores desgastados. Este artigo apresenta a “técnica de matriz”, uma abordagem nova e muito conservadora para o manejo da dentição desgastada. A técnica permite um tratamento puramente aditivo sem sacrificar tecido dentário duro saudável. Ele segue os princípios de bioeconomia (conservação máxima de tecido saudável) e o reforço da estrutura dental residual.Dependendo da severidade do desgaste do esmalte e da dentina, do número de lesões cariosas e do tamanho das restaurações existentes, diferentes opções de tratamento podem ser aplicadas a cada dente: restaurações parciais diretas e indiretas ou coroas totais. É essencial diagnosticar e tratar a perda de superfície do dente para restaurar adequadamente biomecânica, função e a estética por meio de restaurações adesivas. Este artigo propõe que a técnica de índice é uma abordagem rápida e conservadora para o planejamento e o manejo de um tratamento reabilitador adesivo total em casos de dentição desgastada, a técnica está baseada em “carimbar” o compósito diretamente na superfície do dente usando uma matriz transparente criada a partir do enceramento total após um aumento da dimensão vertical de oclusão (DVO) planejado inicialmente (Int J Esthet Dent – edição em português 2016;1:274-305). Referência original: (Int J Esthet Dent
2015;10:68-99).